Respeito e segurança para as meninas é destaque na Escolinha de Triathlon em Campinas

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Respeito e segurança para as meninas é destaque na Escolinha de Triathlon em Campinas

No mês dedicado às mulheres, os triatletas mirins de Campinas tiveram uma aula diferente da rotina do nada, pedala e corre. Numa roda de conversa com os professores, os alunos da Escolinha de Triathlon Formando Campeões aprenderam mais sobre o respeito às meninas. E também discutiram maneiras de tornar o treino mais seguro para elas, principalmente durante o pedal e a corrida nas ruas.

A ação foi alinhada com o quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, que aponta para a busca pela igualdade de gêneros. Faz parte desse objetivo o combate de todas as formas de assédio e violência contra as mulheres. No total, 17 ODS integram a Agenda 2030 da ONU, voltada para a redução das desigualdades no mundo.

“A conversa funcionou muito bem. O mais surpreendente foi a consciência dos meninos em não mexer com as meninas. E já está virando algo natural, as meninas saírem para pedalar e correr com parceiras e até com parceiros. Porque alguns dos meninos também já entenderam a importância delas estarem em grupo”, explicou o professor Luiz Henrique Vidal, do núcleo de Campinas da Escolinha de Triathlon. “Se educarmos nossas crianças desde cedo, a vida das mulheres ficará mais fácil no futuro.”

Na Escolinha de Triathlon, o ODS 5 da ONU já foi alcançado também com a igualdade de oportunidades. A equipe técnica tem o mesmo número de professores e professoras. Entre os alunos, metade das vagas são reservadas às meninas.

 

Metas da Agenda 2030 na Escolinha

A formação de crianças e adolescentes por meio do esporte é a principal missão da Escolinha de Triathlon Formando Campeões. Mais do que as técnicas do nada, pedala e corre, a equipe técnica segue diretrizes pedagógicas para orientar os triatletas mirins em questões como organização pessoal, disciplina e respeito aos pais e professores.

Essas diretrizes também estão de acordo com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável que integram a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, a ONU, com a qual o projeto está comprometido. A Escolinha busca atingir esses objetivos de forma individual, com ações de conscientização com os alunos, e coletiva. Faz parte do projeto o compartilhamento dos equipamentos de treino, a preocupação com uma educação escolar de qualidade, adoção da igualdade de gêneros no número de alunos e professores.

 



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo