Zé Bigode Orquestra lança nesta sexta (11) “Clube da Fumaça”, segundo disco de sua carreira

Ana Silva
Ana Silva
4 min. para leitura
Zé Bigode Orquestra lança nesta sexta (11) "Clube da Fumaça", segundo disco de sua carreira

Entrando em uma nova fase, a Zé Bigode Orquestra lança nesta sexta-feira (11) o segundo disco de carreira, intitulado “Clube da Fumaça”. O álbum conta com dez faixas ao todo, sendo que oito delas possuem letra e vocais, marcando o que o público pode esperar para os próximos trabalhos do grupo.

Ouça aqui: https://ada.lnk.to/clubedafumaca

“A ideia desse disco surgiu a muito tempo atrás, antes mesmo de existir a Zé Bigode Orquestra, e tinha como peça chave a fumaça como comunicação e conexão entre os seres humanos, já que é utilizada em vários rituais religiosos como mensageira assim como a música, que também é uma a mensagem. A fumaça é algo muito ambíguo, é construção, desconstrução e reconstrução, basicamente está presente em tudo da nossa sociedade,  a gente vai cozinhar e sai fumaça, acontece um incêndio e também sai fumaça e assim por diante desde a antiguidade, o famoso sinal de fumaça já era comum, uma forma de avisar dos perigos e alertar a comunidade já que não tinha tecnologia nenhuma. Então, esse é o ponto, a ligação da música com a fumaça. A música é volátil e chega em todos os lugares, ela serve para unir as pessoas assim como a fumaça”, explica a banda.

O novo trabalho da Orquestra, ainda faz uma homenagem ao Clube da Esquina, grupo musical dos anos 60, que tinha como objetivo unir pessoas para fazer música e conversar sobre a vida. “A Zé Bigode é uma banda grande que representa união, cada um tem sua vivência como ser humano. Cada integrante foi criado em um lugar do Rio de Janeiro e isso se relaciona com o Clube da esquina porque cada um traz sua bagagem e coloca na música, mesmo não escrevendo a música, mas só o fato de estar ali tocando e colocando o seu DNA já cria uma unidade que é vista no som, porque cada um deu um pouco de si deixando a música única”, afirmam.

 

A banda é formada por Daniel Bento (baixo), Eric Brandão (bateria), Victor Lemos (saxofone tenor) e Thiago Garcia (trompete), José Roberto Rocha (guitarra), Victor Hugo (percussão), Luana Karoo (voz) e Pedro Petrutes (teclados) e trouxe nesse disco parcerias de peso como BNegão, Curumim, Luciane Dom, Thiago França e Pedro Guinu, que também fez a produção das músicas. Para comemorar o lançamento desse novo trabalho, o grupo vai tocar no palco do Circo Voador, um dos maiores espaços culturais do Rio de Janeiro. Desafiando as classificações de gênero, as faixas transitam entre a música brasileira e o jazz, o reggae e o afrobeat, e o agora convida o público a dançar em um verdadeiro bailão rítmico e cheio de groove.

Ordem das faixas:

  1. Alfazema Y Guiné
  2. Maria Navalha
  3. Golpe no Vazio
  4. Vai C Bom
  5. Eles Querem o Poder ft. Bnegão
  6. Assombrasil
  7. Nem Tudo Que Reluz
  8. Tocaia
  9. Falafel
  10. Mercúrio ft. Thiago França


*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)