Tim Bernardes apresenta "BB (Garupa de Moto Amarela)", segundo single do disco-solo Mil Coisas Invisíveis

Tim Bernardes anunciou o seu segundo disco-solo, Mil Coisas Invisíveis, para 14 de junho. Até lá, o cantor e compositor paulistano apresenta singles que dão sinais das atmosferas que envolvem o álbum, revelando um equilíbrio entre as nuances e os assuntos explorados neste trabalho, ora mais denso, ora mais leve, com momentos mais existencialistas e outros mais diretos. Após “Nascer, Viver, Morrer”, na qual o artista sintetiza os temas que permeiam as composições, Tim Bernardes disponibiliza nos aplicativos de streaming de áudio a faixa “BB (Garupa de Moto Amarela)“, que chega pelo Coala Records (selo do Coala Festival) e também é lançada globalmente pelo selo americano Psychic Hotline.

“BB (Garupa de Moto Amarela)” representa uma parcela pop que confere leveza ao Mil Coisas Invisíveis. “É uma canção de amor bem direta, simples e leve. Procuro equilibrar a densidade ao longo do trabalho e ‘BB’ tem essa importância no conjunto”, afirma Tim Bernardes. “A música tem essa característica de disco de cantor-compositor da canção, com violão e voz. A partir daí, as sutilezas de arranjo vão dando o estilo da coisa: nela fiz um arranjo de cordas um pouco mais minimalista, misturado com alguns timbres sampleados, sintetizador, pra dar essa onda que encosta no moderno e no antigo de alguma forma autoral”, ele complementa.

Com produção assinada pelo próprio Tim Bernardes, Mil Coisas Invisíveis dá continuidade ao caminho iniciado por ele em seu primeiro disco, Recomeçar (2017) – indicado ao Grammy Latino e responsável por consolidar o nome dele como um dos principais compositores do país, transitando com naturalidade entre as gerações e colaborando com as vozes mais relevantes do música brasileira, como Gal Costa e Maria Bethânia. O alcance da trajetória de Tim também chegou à esfera internacional e possibilitou conexões com projetos que ele admira, a exemplo do BadBadNotGood, Dirty Projectors e do cantor e compositor americano Devendra Banhart. Outra relação que Tim Bernardes estreitou foi com o grupo americano Fleet Foxes e, em junho, ele embarca para os Estados Unidos para fazer o show de abertura de uma turnê da banda pela Costa Oeste (ao todo, serão 17 shows).

Mil Coisas Invisíveis foi gravado entre o Estúdio Canoa e a casa de Tim Bernardes ao longo de 2021. A mixagem e a masterização ficaram aos cuidados de Tim e de Gui Jesus Toledo (também responsável pela engenharia de som do álbum), respectivamente.

 

Ouça “BB (Garupa de Moto Amarela)”

 

Ficha Técnica:
Violão, voz, percussões, samples, synths, violão de 12: Tim Bernardes
Violinos: Felipe Pacheco Ventura
Arranjo de cordas: Tim Bernardes
Gravado: Gui Jesus Toledo e Tim Bernardes
Supervisão geral de engenharia de som: Gui Jesus Toledo
Mixagem: Tim Bernardes
Masterização: Gui Jesus Toledo

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.
Angelo Peterson
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal