Situação epidemiológica do município cancela procissão em homenagem a São Thomaz de Cantuária

Angelo Peterson
Angelo Peterson
2 min. para leitura
Situação epidemiológica do município cancela procissão em homenagem a São Thomaz de Cantuária

Em virtude do momento epidemiológico que vive o município, decorrente do surto da Influenza H3N2, da variante Ômicron da Covid-19 e do surgimento do primeiro caso de dupla infecção simultânea por gripe e coronavírus (flurona), a procissão em homenagem a São Thomaz de Cantuária – padroeiro de Camaçari – que aconteceria na próxima sexta-feira (7/1), foi cancelada.

A decisão foi tomada em reunião ocorrida na tarde desta terça-feira (4/1) entre representantes da Secretaria da Saúde (Sesau) e da Diocese de Camaçari. No entanto, a missa campal conforme programação divulgada anteriormente está mantida e ocorrerá na frente da Catedral de São Thomaz de Cantuária, localizada na Praça Desembargador Montenegro, às 17h.

De acordo com a Sesau, com o surto da H3N2 as unidades de urgência e emergência do município encontram-se com atendimento além da capacidade prevista, algumas já sem leitos de internamento. A situação se agrava pela ausência de vacinas contra a Influenza no país.

A Sesau pede que as pessoas que forem participar da missa campal mantenham as medidas sanitárias com o uso da máscara, álcool em gel e o distanciamento social.

Participaram da reunião o padre Osmar Júnior, pároco da Catedral de São Thomaz de Cantuária; o secretário e subsecretário da Sesau, Elias Natan e Luiz Duplat, respectivamente; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Paulo Costa; a diretora da Vigilância à Saúde, Alcione Vasconcelos; a diretora da Atenção à Saúde, Elaine Teixeira; e representantes da comissão organizadora da festa em homenagem ao padroeiro.

Foto: Arquivo



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo