Sirenes são acionadas nas localidades de Vila Picasso e Voluntários da Pátria

Duas comunidades de Salvador tiveram as sirenes de emergência acionadas pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), na manhã desta segunda-feira (18): Voluntários da Pátria, no Lobato, e Vila Picasso, em Capelinha de São Caetano. As localidades apresentaram acumulado de chuva de 150mm durante as últimas 72h, chegando ao nível de alerta máximo, e a previsão atual é de chuva forte na cidade, o que resultou no acionamento do sistema.

Outras cinco localidades também podem ter a sirene acionada: Mamede (Alto da Terezinha), Bom Juá, Calabetão, Moscou (Castelo Branco), Pedro Ferrão (Liberdade), Baixa do Cacau (São Caetano). Isso porque o índice pluviométrico nessas localidades está próximo a 150mm.

“Nesses últimos dias, contabilizamos grandes acumulados em diversos bairros da capital. A média histórica para o mês de abril é de 284,5mm. Há bairros, a exemplo de Mirantes de Periperi, com mais de 180mm em apenas três dias. Isso é motivo de muita atenção. Depois de 72h de grandes acumulados de chuva, o solo está encharcado e fica suscetível à ruptura dos taludes”, alertou o diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macêdo.

A instrução da Defesa Civil aos moradores de área de risco onde houve acionamento da sirene é a saída imediata do imóvel, portando apenas documentação mínima e remédios. Em seguida, essas pessoas são conduzidas aos abrigos organizados pela Prefeitura em escolas municipais.

O passo seguinte é a vistoria pela Codesal da área e dos imóveis evacuados a fim de avaliar a viabilidade de cada morador deslocado retornar para a própria residência. Se o imóvel estiver comprometido pela chuva, os desalojados ou desabrigados serão cadastrados na Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), para que possam ter acesso ao auxílio moradia.

Nas áreas de risco mapeadas, a Codesal realizou a formação do Núcleo Comunitário de Prevenção e Defesa Civil (Nupdec), cujo objetivo é capacitar um grupo de moradores locais para reduzir riscos e danos em caso de chuvas fortes. A capacitação aborda temas sobre defesa civil, percepção de risco, primeiros socorros e assistência em situações de desastre. Também foram realizados este ano os simulados de evacuação, para orientar aos moradores sobre como proceder em situações provocadas por chuvas fortes.

Balanço – Da meia-noite até as 9h desta segunda-feira (18) foram registradas 66 ocorrências na cidade, sendo 15 ameaças de deslizamento, 12 deslizamentos de terra, dez avaliações de imóvel alagado, sete infiltrações, sete ameaças de desabamento, quatro árvores ameaçando cair, quatro avaliações de área, duas ameaças de desabamento de muro, duas árvores caídas, um desabamento de imóvel, um desabamento de muro e uma pista rompida.

Contato – Em caso de emergência, a exemplo de alagamentos, deslizamentos, rachaduras e ameaças de desabamento, o cidadão deve buscar ajuda imediata da Codesal, através do número gratuito 199. É importante que os cidadãos informem com a máxima precisão o endereço e a situação no local, para que as equipes possam fazer o atendimento o mais rápido possível.

As ocorrências podem ser acompanhadas em tempo real no site www. codesal. salvador. ba. gov. br/ index.php/ boletins. A Defesa Civil também emite os boletins de alerta pelo celular. Basta enviar um SMS com o número do CEP de residência para 40199. O serviço é gratuito.

Vídeo: Codesal/PMS

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)