Secretária de Educação de Camaçari media mesa de discussão em fórum da Undime

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Secretária de Educação de Camaçari media mesa de discussão em fórum da Undime

A secretária da Educação de Camaçari, Neurilene Martins, participou nesta quarta-feira (23/03), do Fórum Extraordinário Undime Bahia 2022, evento que reuniu personalidades renomadas na área de gestão educacional com o intuito de discutir soluções para os desafios que permeiam a oferta do ensino público nos municípios da Bahia.

A gestora da pasta – que também é coordenadora do Território de Educação da Região Metropolitana de Salvador (RMS) pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) – mediou um dos painéis de discussão, que foi norteado pelo tema “Formação Continuada – Caminhos para o fortalecimento do fazer pedagógico nos municípios baianos”.

A mesa de discussão integrou a programação do primeiro dia de evento, que segue até sexta-feira (25/3) e acontece no Centro de Convenções do Fiesta Bahia Hotel, na capital baiana, para um público de aproximadamente 600 dirigentes de educação, representantes de mais de 240 municípios do estado. O cerimonial ficou a cargo do Grupo Canastra Real, o que agregou musicalidade e alto-astral ao encontro, que também contou com apresentações da Companhia de Dança da Ilha de Itaparica na abertura.

A secretária conduziu as participações do professor Renê Silva, assessor técnico da Undime, e da professora Cybele Amado, diretora pedagógica do Instituto Anísio Teixeira (IAT), em um momento que reuniu propostas estratégicas para a instrumentalização dos profissionais de educação, por meio da implementação de um Projeto Político-Pedagógico (PPP) e de um intercâmbio de práticas visando à promoção de comunidades de aprendizagens colaborativas.

Neste contexto, Neurilene Martins destacou o papel da arte no processo de aprimoramento da rede. “É importante evidenciar o lugar da arte no conteúdo deste encontro, pois a formação continuada tem essas duas dimensões – a ciência e a arte – que juntas irão favorecer um reencantamento por parte dos educadores, gerando o desenvolvimento da profissionalidade e da afetividade no ambiente escolar”, observou, acrescentando que cenários complexos foram impostos aos educadores desta geração, o que torna essa reflexão sobre os modelos de governança imprescindível.

As explanações trouxeram ainda dados atualizados sobre a educação no estado, a exemplo de índices de reprovação e de evasão escolar, agravados pela pandemia, configurando uma realidade que requer ações de busca ativa e de recomposição de aprendizagens, sobretudo para os alunos de alfabetização. A utilidade das avaliações diagnósticas como norteadoras das abordagens pedagógicas também foi abordada no fórum.

Além de dirigentes municipais de educação, o evento também contou com a presença de nomes proeminentes da educação na Bahia, como o professor Dr.º Roberto Sidnei Macedo, o presidente da Undime – Bahia, Raimundo Pereira, o secretário de Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues; além da presidente da Undime – Santa Catarina, professora Patrícia Lueders, entre outras personalidades.

Foto: Adeilson Carvalho



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo