Projeto Afro-Moda em redes realiza sessão de fotos para alunas do primeiro ciclo

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Projeto Afro-Moda em redes realiza sessão de fotos para alunas do primeiro ciclo

O projeto Afro-Moda em Rede, extensão do curso de empreendedorismo digital promovido pelo Parque Social, realizou um ensaio fotográfico para 80 jovens, selecionadas no primeiro ciclo do projeto. O ensaio aconteceu na última quinta-feira (27), na sede do Parque Social, no Itaigara.

O projeto tem como objetivo capacitar jovens mulheres residentes em Salvador, para atuarem como empreendedoras digitais. As fotos produzidas colaboram para o apoio a cada participante, no processo de fortalecimento da construção da autoimagem, enquanto marca pessoal (brand). Na ocasião, também foram entregues kits didáticos com caderno personalizado, ecobag, fone de ouvido, caneta e chip com pacotes de internet, para auxiliar as alunas.

As fotos foram realizadas pela coordenadora do projeto, Vilma Neres, contando com a assessoria voluntária da influenciadora digital Idaiane Machado, que deu suporte de assessoria de branding e marketing pessoal para as jovens que participaram das sessões fotográfica

“Uma das propostas do projeto visa trabalhar a personalidade, o potencial, habilidades, autoestima, dentre outras qualidades dessas jovens e não apenas o produto que elas irão desenvolver, enquanto plano de negócio”, explica Vilma. Todas as participantes vão receber as fotos tratadas e editadas.

Idaiane Machado destacou a importância em contribuir para o projeto. “Aqui tivemos meninas que trabalham com maquiagem, cabelo, unhas, poesias e, dentro desse contexto, tentamos ao máximo retratar esses aspectos. É um processo de autoconhecimento muito bacana, porque a partir do momento em que elas começarem a se posicionar como profissionais, o mercado vai enxergá-las dessa forma”, afirmou.

Uma das jovens participantes foi Cecília Esther dos Santos, de 17 anos, que vê a capacitação como uma grande oportunidade. “Está sendo um privilégio obter conhecimentos, novas ideias, abrindo novas possibilidades para o futuro”, avaliou. Comemorando o seu primeiro ensaio fotográfico, Cecília, que é moradora do bairro de Águas Claras, fez questão de destacar o apoio que recebeu da equipe.

Já a estudante do ensino médio Andrea Mesquita revelou ter em mente alguns projetos, que nasceram a partir da experiência com a capacitação. “Eu vou executar tudo o que aprendi, principalmente, as dicas sobre o ensaio fotográfico”, garantiu.

Com a finalidade de fomentar a criação de novos empreendimentos, o projeto produzirá 40 negócios digitais de moda afro, alguns dos quais serão acelerados pela IN Pacto, incubadora do Parque Social em parceria com a Prefeitura de Salvador. O projeto também recebe o apoio da Fundação Banco do Brasil.

Fotos: Otávio Santos/Secom



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo