Power trio Agenor, Agostinho e Léo convida à psicodelia amazonense na sensual “Malinar”

O caldeirão sonoro e dançante de Agenor, Agostinho e Léo está de volta com o single “Malinar”, uma faixa que convida a superar um dia ruim com muito chamego na pista. Formado por veteranos do indie amazonense, o projeto manauara faz uma valorização festiva e cheia de orgulho de suas raízes, indo do rock ao pop, do carimbó ao dancehall. A faixa é mais um gostinho dessa musicalidade plural, já disponível nas plataformas.

Ouça “Malinar”: https://bit.ly/Malina

Inspirada em sonoridades da guitarrada amazonense, a voz de “Malinar” lembra a ousadia melódica de Black Alien e a estética da faixa reinventa o mangueboy no igarapéboy. Single fruto de mais de 15 anos gravando discos independentes entre Manaus e Boa Vista (Roraima), “Malinar” remete a uma atmosfera cheia de groove e balanço amazônico eletrizante.  A letra busca refletir de maneira leve sobre as teorias que, musicais, estéticas ou éticas, iluminam o essencial das relações humanas. Reverbera-se o princípio socrático “Quem na vida só faz o bem, mal nenhum pode afetar” como forma de alcançar a felicidade.

Após 10 anos de criação e produção da Alaídenegão, um dos bastiões da cena manauara, Agenor Vasconcelos formou um novo grupo ao lado de Agostinho Guerreiro e Leonardo Moraes, guitarrista e baterista de também renomados projetos dentro do cenário musical do Amazonas, como a banda Selva Madre. O trio, que também tem o projeto carnavalesco Bloco da Cobra Grande, lançou em 2021 seu disco de estreia, autointitulado.

Ouça “Agenor, Agostinho e Léo”: https://onerpm.link/310642633544

Assista ao clipe “Juruparylson”: https://youtu.be/NvKobfe4KkM

Agora, Agenor, Agostinho e Léo mergulham fundo nos riffs suingados como forma de expressão de um otimismo que abre as portas para os próximos lançamentos da banda. “Malinar” se une ao disco do trio nas plataformas digitais.

Ficha técnica

Baixo, Teclado e Voz: Agenor Vasconcelos

Guitarras: Agostinho Guerreiro

Bateria: Léo Moraes

 

Gravado no Estúdio Tupira (AM)

E voz na casa do Agenor, Manaus (AM)

Masterizado por Jorge Guerreiro (RJ)

Mixado por Agenor Vasconcelos

Composição: Agenor Vasconcelos e Agostinho Guerreiro

Foto capa: Hannah Gonçalves

Assessoria: Build Up e Patrícia Borges

 

Letra

Ah crionça o que

Que tu tem?

Como é bom te malinar

A noite inteira assim

Pirando no funk

De uns tempos passados

Tropecei em um xote

Ancestral pra caralho

Quem na vida só faz o bem

Mal nenhum pode afetar

A vida inteira assim

A vida inteira assim

Evite ficar moendo

Vem chamegar do meu lado

Menino tu é veneno

Especialista em mato

A noite é um açoite

É bom tu tá ligado

Sábio é quem toma uma breja!

Ah crionça o que

Que tu tem?

Como é bom te malinar

A noite inteira assim

Pirando no funk

De uns tempos passados

Tropecei em um xote

Ancestral pra caralho

Só não se esqueça

Que na vida o que importa

É a felicidade do seu coração

Evite ficar moendo

Vem chamegar do meu lado

Menino tu é veneno

Especialista em mato

A noite é um açoite

É bom tu tá ligado

Sábio é quem toma uma breja!

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.
Angelo Peterson
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal