Ortopedista explica como as mulheres podem evitar lesões no joelho

Angelo Peterson
Angelo Peterson
3 min. para leitura
Ortopedista explica como as mulheres podem evitar lesões no joelho

O número de mulheres corredoras aumenta surpreendentemente a cada ano e os estudos sobre as lesões em atletas do gênero feminino também. Para a Dra. Marcella Rodrigues, ortopedista especialista em cirurgia de mão, existem algumas diferenças entre os gêneros que justificam a maior incidência de algumas lesões em joelhos de corredoras mulheres. “A síndrome femoropatelar e lesão do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) pode ser até 6x mais frequente nas mulheres dependendo do esporte praticado. Sendo essa lesão quatro vezes mais comum na mulher no futebol e seis vezes mais comum na prática feminina de basquete”, esclarece a especialista.

A médica informa que os fatores para essa diferença se dividem em causas anatômicas da articulação do joelho, hormonais e causas biomecânicas. “Entre as causas anatômicas temos o formato da bacia e ângulo que o quadril forma em relação ao joelho, o qual chamamos de ângulo Q. Além disso, os ligamentos das mulheres possuem composição de colágeno menor o que os torna menos resistentes e a sua articulação do joelho é menor e possui sulcos mais estreitos favorecendo a lesão”, completou.

A doutora revela que as causas biomecânicas são talvez as mais importantes pois são passíveis de modificação, de intervenção fisioterápica, e ajuste de movimentos realizados cotidianamente e na prática esportiva. Por outro lado, a médica esclarece: “Os hormônios interferem muito, e principalmente estão sob interferência do ciclo menstrual. No período pré ovulatório existe um pico de estrogênio e maior chance de ruptura”.

O que se identificou na análise das pesquisas é que as mulheres apresentam diminuição dos ângulos de flexão do quadril e aumento dos ângulos de adução e rotação medial (ou interna) do quadril nas atividades físicas. Essa postura dos membros inferiores associado a fraqueza dos músculos abdutores e rotadores laterais (ou externos) poderia induzir um aumento do valgo dinâmico do joelho, que é quando o joelho aponta para dentro, reduzindo a distância entre os joelhos, reforça Marcella. Dessa forma, ela alega que sobrecarregar o joelho é predispor a dor na articulação femoropatelar e lesões do LCA.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo