NFT: o que você precisa saber antes de comprar o seu

Apesar de existirem desde 2014, os NFTs (tokens não fungíveis) ganharam maior notoriedade no último ano, principalmente pelas negociações milionárias de alguns desses ativos digitais. Segundo informações do relatório da plataforma de análise de dados NFT, elaborado em parceria com a companhia de pesquisa L’Atelier, o valor de vendas em 2021 atingiu US$ 17,6 bilhões, representando um aumento de 21.000% em relação ao ano anterior. Apesar de chamar tanta atenção, muitos ainda possuem dúvidas sobre, por isso Jaime Miralles, Blockchain Manager da N5, empresa de software para indústria financeira, separou algumas dicas para ter em mente sobre esta tecnologia que tem apresentado uma oportunidade única para trocas digitais.

Diferente dos tokens fungíveis, como criptomoedas, que são idênticos entre si, os NFTs são ativos criptográficos em uma rede blockchain com códigos de identificação exclusivos e metadados que os distinguem uns dos outros. “É exatamente por isso que o torna tão valioso e muitos começaram a investir nesses ativos digitais. NFTs não podem ser trocados pelo mesmo, ao contrário de ativos tangíveis, como o dinheiro, por exemplo, que podemos trocar uma moeda por outra”, explica Miralles. “A tecnologia Blockchain permite que os NFTs sejam autenticados publicamente, servindo como uma assinatura digital que certifica a propriedade e sua originalidade. Os tokens não fungíveis podem ter apenas um proprietário legal e os registros de propriedade não podem ser modificados, pois o contrato inteligente atribui propriedade e transferibilidade dos tokens”, continua.

Agora que você entendeu um pouco mais sobre tokens não fungíveis, confira os principais pontos para ter em mente antes de começar a se aventurar:

  • NFTs são ativos criptográficos cuja qualidade é que não podem ser repetidos. Cada um é único e indistinguível;
  • NFTs podem vir na forma de imagens, gifs, arquivos de áudio e até tweets;
  • Há muitos negócios surgindo em torno de NFTs, onde empresas ou redes de mídia oferecem recompensas exclusivas;
  • Os NFTs também se tornaram populares como um método de investimento alternativo ao mercado de ações e criptomoedas. Para investir nesses tokens, a primeira coisa é ter uma carteira de criptomoedas. Só então essa criptomoeda pode ser usada para comprar ativos.

Ficou interessado em comprar NFTs? Veja quais são as três maiores plataformas do mercado onde achar:

OpenSea.io

Esta plataforma peer-to-peer se autointitula como fornecedora de “itens digitais raros e colecionáveis”. Para começar, basta criar uma conta para navegar pelas coleções NFT. Você também pode classificar os itens por volume de vendas para descobrir novos artistas.

Rarible

Assim como o OpenSea, o Rarible é um mercado aberto e democrático que permite que artistas e criadores emitam e vendam NFTs. Os tokens RARI emitidos na plataforma permitem que seus detentores opinem sobre taxas e regras da comunidade.

Fundação

Aqui, os artistas devem receber votos positivos ou um convite de outros criadores para publicar sua arte. A exclusividade da comunidade e o custo de entrada – os artistas também precisam comprar criptomoedas para monetizar o NFT – significa que a arte de alto calibre pode ser esperada. Isso também pode significar preços mais altos, o que não é necessariamente uma coisa ruim para artistas e colecionadores que buscam lucro, desde que a demanda por NFTs permaneça no nível atual – ou até aumente.


*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)