Motumbá lança duas músicas nas plataformas digitas nesta segunda (13)

Angelo Peterson
Angelo Peterson
6 min. para leitura
Motumbá lança duas músicas nas plataformas digitas nesta segunda (13)

A banda Motumbá, liderada pelo cantor, compositor e instrumentista  Alexandre Guedes, 52, lança nesta segunda-feira (13), em todas as plataformas digitais, duas canções inéditas que vão embalar o verão brasileiro; “Gira Mundo” e “Naná – Vire a Página”, que surgiram como inspiração a partir das lives “Na Mala” transmitidas pelo grupo através de suas redes sociais durante a pandemia.

Com força percussiva conhecida do grande público, a Motumbá, que ganhou os troféus Dodô e Osmar de Música do Carnaval 2007 com “Bororó” e Cantor Revelação com Alexandre Guedes, se reconecta às suas raízes para trazer originalidade e muito swing nas duas novas canções de trabalho. Compostas por Guedes em parceria com Claudio Tavares, Naná – Vire a Página, por exemplo, fala sobre motivação e da força necessária para seguir em frente com as bençãos de Iemanjá. Já Gira Mundo, que tem composição de Alexandre, Ronaldo Borges e Tauã Guedez, traz o batuque inconfundível numa levada envolvente que remete ao mais puro carnaval.

Oriundo do “samba junino”, Alexandre Guedes escreveu sua primeira música aos 13 anos, com a intenção de entrar para o Bloco Zimbábue, no Candeal. Foi através de sua participação com o saudoso Tony Mola e o músico Ivan Huol  no “Leva Eu” que recebeu o convite de Carlinhos Brown para fazer parte do grupo “Vai Quem Vem” e logo em seguida daria voz ao clássico timbaleiro “Canto Pro Mar”, em 1994. Pouca gente sabe, mas, o artista também fez parte do disco “Memórias, Crônicas e Declarações de Amor” (2000), de Marisa Monte. Todo esse processo de aprendizagem e dedicação deu estrutura profissional para a formação da banda Motumbá em 2004.

Além das duas faixas que serão lançadas, o grupo ainda prepara uma linda surpresa para dar boas vindas ao novo ano: um clipe especial e inovador que está em fase de finalização. “Acreditamos que nosso público está esperando novidades. Fizemos até enquete nas redes sociais para saber do desejo de músicas novas, e bateu 100%. O verão vai ser bem avassalador, no sentido todo positivo. Levanta da cadeira que o som tá chegando”. Exclamou Alexandre Guedes

Faça o pré save: https://cmdshft.ffm.to/Motumb

FICHA TÉCNICA / NANÁ – Vire a Página

Música: Naná (Vire a Página)

Artista: Motumbá

Composição:Cláudio Tavares e Alexandre Guedes

Direção Musical: Alexandre Guedes, Ronaldo Borges e Tauã Guedes

Produção Musical: Alexandre Guedes e Tauã Guedes

Gravação, Mixagem e Masterização: Estúdio T por André T

Produção Executiva: Semba Produções

Bateria Programada: Tauã Guedes e Alexandre Guedes

Percussão Programada: Tauã Guedes e Alexandre Guedes

Malacaxeta: Alexandre Guedes

Xequerê: Carlito Madruga

Baixo: Ronaldo Borges

Guitarra: Tauã Guedes

Pianos e Synths: André T

Backing Vocals: Liz Novais, Daniela Aguiar, Karinne Leal e Mariana Silva

Voz: Alexandre Guedes

FICHA TÉCNICA / GIRA MUNDO

Música: Gira Mundo

Artista: Motumbá

Composição: Alexandre Guedes, Ronaldo Borges e Tauã Guedes

Direção Musical: Alexandre Guedes, Ronaldo Borges e Tauã Guedes

Produção Musical: Alexandre Guedes e Tauã Guedes

Gravação, Mixagem e Masterização: André T

Produção Executiva: Semba Produções

Bateria Programada: Tauã Guedes e Alexandre Guedes

Percussão Programada: Tauã Guedes e Alexandre Guedes

Malacaxeta: Alexandre Guedes

Baixo: Ronaldo Borges

Guitarra Baiana: Agatha Clarissa

Banjo: Tauã Guedes

Acordeon: Pinóquio Teclas

Backing Vocals: Liz Novais, Daniela Aguiar, Karinne Leal e Mariana Silva

Voz: Alexandre Guedes

SOBRE MOTUMBÁ

A banda liderada pelo cantor e compositor e instrumentista Alexandre Guedes, 52, (passagem pela Timbalada e Baianada) nasceu em 2004 e logo caiu no gosto do público com a hit Bororó. Com inspiração na percussão de matriz africana e nos sambas de raiz e no merengue, ritmos que acompanham Alexandre desde a infância no bairro do Candeal, foi concebida a identidade sonora da Motumbá: afro-pop-caribenha.

À frente do grupo, Guedes alia a experiência de uma trajetória artística de mais de 25 anos à energia de quem vivencia a arte em constante renovação.

“A Motumbá nasceu com a proposta de criar uma linguagem musical que incorporasse elementos de nossa cultura. Ao mesmo tempo, queremos transmitir uma mensagem de paz e boas vibrações”, explica o músico.

A escolha de cada instrumento musical utilizado pela Motumbá é afinada com a proposta da banda: Atabaques, djembês e klongs representam a cultura afro-brasileira. As tamburicas, malacachetas e caixas, tradicionais das escolas de samba, trazem para o universo musical do grupo o ritmo sonoro brasileiro por excelência.

“Antes da Motumbá, os afoxés eram os únicos que usavam atabaques nos shows. Trouxemos esses instrumentos para o palco com uma afinação diferenciada, em que três músicos tocam de uma só vez. O resultado é um som menos estridente e metálico, mas com grande força percussiva”, explica Alexandre Guedes.

PRÊMIO

O Troféu Dodô & Osmar, elege anualmente os melhores do Carnaval baiano, e, em 2007, em sua primeira folia momesca em Salvador, a Motumbá concorreu nas categorias Melhor Música do Carnaval – com o sucesso Bororó, além de Banda e Cantor Revelação. Garantiu o prêmio nas duas últimas.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo
Seguir:
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal