Marcio Alicate vibra com título do Pan Jiu-Jitsu: “Conquista muito especial”

Faixa-preta de Jiu-Jitsu, Marcio Alicate conquistou no mês de abril o maior feito de sua carreira. Com inúmeras medalhas na graduação, pela primeira vez o lutador que é natural de Osasco ficou com o título do Pan na categoria pesadíssimo com kimono. Um dos atletas mais ativos do circuito norte-americano de Jiu-Jitsu, Marcio coroou a grande fase com uma conquista inédita na sua carreira:

— Apesar de já ter sido campeão do Pan por duas vezes, essa conquista foi muito especial para mim pois é meu primeiro grande título na faixa-preta, foi uma conquista inesperada, pois estava sem treinar e viajando muito, o que tornou essa conquista ainda mais especial — declarou Alicate.

Apelidado como Alicate ainda como faixa-branca pela guarda forte que apresentava nos treinos, o atleta vem colecionando medalhas nos Estados Unidos. Marcio foi o lutador que mais disputou competições no ano de 2018, segundo levantamento da própria IBJJF, jornada que muitas vezes atrapalha a intensidade de treinos do faixa-preta, porém, mesmo com os obstáculos, o atleta conseguiu chegar no lugar mais alto do pódio no Pan:

— Sem dúvida a maior dificuldade que tive foi a falta de treino que enfrentei para esse campeonato, foi muito mais coração do que preparação. Venci duas lesões, no ombro e joelho, além de todo o cansaço de não estar treinando, estava fora de ritmo, e mesmo com essas dificuldades consegui superar. Fora que o meu último combate foi contra um atleta duríssimo e que eu já tinha perdido antes, travamos uma guerra até o último minuto de luta, me mantive calmo todo o tempo e dei o golpe certeiro que me deu a vitória — vibrou o faixa-preta.

Marcio Alicate precisou de 5 minutos e 29 segundos de luta para liquidar o combate, vencer Guybson Costa e Sá e conquistar o ouro na competição. Primeiro colocado no ranking da IBJJF no-gi, e quarto lugar na categoria com kimono, o atleta faixa-preta agora espera se recuperar das recentes lesões e repetir o feito do Pan no Campeonato Mundial deste ano:

— Agora o objetivo é me recuperar das lesões e me manter por cima do ranking até o final do ano, quero voltar a treinar em um ritmo melhor e focar na minha meta que é ser campeão mundial no-gi esse ano — finalizou o atleta.

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.
Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)