Lula destaca importância da boa relação entre União, estados e municípios

Ana Silva
Ana Silva
7 min. para leitura
Lula destaca importância da boa relação entre União, estados e municípios

Em entrevista à RDR – Rede de Rádios Paraná, na manhã desta quinta-feira (3), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a autonomia de Estados e municípios na relação com o governo federal e a participação de ambos nas decisões de investimentos da União.

Ele afirmou que, se candidato e eleito, convocará reunião com governadores e encontros regionais com prefeitos para discutir nova forma de relação entre os entes federados, para que os prefeitos tenham direito sem precisar ficar devendo favor a ninguém. Ninguém pode imaginar um país rico se a cidade for pobre, se a cidade não tiver investimento¨, afirmou.

O ex-presidente alertou que, por causa do Orçamento Secreto instituído pelo governo atual, os prefeitos ficam reféns dos deputados, dependendo deles para conseguir verba. Para ele, o Orçamento Secreto é forma grave e violenta de extorquir os prefeitos e a sociedade. O Orçamento, disse, deve ser executado pelo governo, e os prefeitos têm direito de participar.

Sala de Prefeitos

¨Quando fui presidente, criei uma sala para atender prefeito na Casa Civil. Em cada Superintendência da Caixa, em cada Estado, tinha uma sala para atender prefeitos. A gente tinha um projeto com prefeito, a caixa ajudava a fazer o projeto e tinha facilidade de retirar o dinheiro, sem precisar ficar mendigando para deputado¨, afirmou.

Lula lembrou que programas sociais importantes de seu governo, com o PAC e Minha Casa, Minha Vida foram construídos a partir da escuta dos executivos estadual e municipal.

¨Precisamos aprender a priorizar a relação com prefeitos e prefeitas para que essa gente possa participar dando palpite nas coisas que a gente fizer e participando da execução das coisas. Ninguém pode ser ignorante e achar que se governa o Brasil de Brasília. Se a gente quiser governar o Brasil, tem que conversar com quem está com o pé na lama, que é o prefeito e o governador¨.

Realidade local

Lula disse que, num eventual novo governo, fará com que prefeitos voltem a ter orgulho de suas posições porque vão receber o que for justo do governo federal. ¨Não é só o prefeito contribuir com imposto para a União, é a União devolver de forma justa para investimento nas cidades.

O ex-presidente ressaltou a importância de o governo federal conhecer e levar em conta a realidade local. ¨É por isso que criamos a Sala dos Prefeitos na Casa Civil. É por isso que, sistematicamente, a gente fazia reunião com prefeitos para discutir. É pela cidade que passa o problema, é na casa do prefeito que o povo vai reclamar, é na casa do prefeito que o povo vai xingar, é na casa do prefeito que o povo vai dizer que existe.¨

Lula destacou que sua percepção de governança é que prefeitos e governadores, independentemente do partido a que pertencem, foram eleitos pelo povo e devem ser tratatos com respeito e dignidade. ¨É isso que nós vamos voltar a fazer¨.

Novo programa de desenvolvimento

O ex-presidente afirmou também que, se candidato e eleito, vai fazer um novo programa de desenvolvimento, levando em conta o que os governadores têm de obras prioritárias em seus Estados e também quais são as prioridades dos prefeitos. ¨De forma combinada, você escolhe as obras e estabelece a forma de financiamento para que sejam executadas para melhorar a vida do povo. É assim que nós vamos governar, como já fizemos uma vez¨.

Para Lula, o agronegócio e o pequeno produtor têm ‘função extraordinária’ para a economia brasileira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a importância da agricultura para a economia brasileira e disse não fazer diferença entre o agronegócio e o pequeno produtor porque ambos têm ¨função extraordinária para a economia brasileira¨. Lula destacou que, enquanto um produz para exportar, o outro é responsável por 70% dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro.

As declarações foram feitas por durante entrevista de Lula à RDR, rede de rádios das cidades paranaenses de Maringá, Paranavaí e Apucarana.

Lula afirmou ser preciso valorizar o pequeno produtor. ¨Ele precisa ser valorizado, e ter ajuda na moradia, na educação e na produção.”

Ao mesmo tempo, lembrou da atenção que seu governo deu ao agronegócio, inclusive nos momentos de crise. “Aparece sempre na imprensa que o agronegócio não gosta do PT. O cara não gosta porque não gosta, mas ele não pode dizer que não gosta porque o PT não gosta do agronegócio. Todo mundo sabe que, em 2008, nós fizemos uma medida provisória que renegociou uma dívida de 87 bilhões, porque o agronegócio ia quebrar. Nós fizemos a securitização, renegociamos para dar o direito das pessoas viverem com dignidade.”

Em outro momento, Lula lembrou dos esforços dos governos do PT para também modernizar a produção agrícola no Brasil e apoiar os pequenos agricultores, numa política que beneficiou tanto o campo como a indústria. “As pessoas se lembram quando criamos o Mais Alimento. Fez com que indústria vendesse 80 mil tratores de 80 cavalos para tentar salvar a agricultura.”

Lula também afirmou que a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) voltará a exerceu seu papel da formação do estoque regulador no país “para que a gente não tenha medo de produzir o quanto for necessário”. A Conab vem sendo desmantelada nos últimos anos e perdeu capacidade de comprar produção dos agricultores brasileiros, o que garante tanto a remuneração dos produtores quanto o controle da política de preços de alimentos no mercado interno, diminuindo os impactos da variação de preços internacionais.

“O que não pode é o Brasil ser o maior produtor de proteína animal do planeta Terra e as pessoas entrarem na fila para pegar osso ou carcaça de frango”, comentou o ex-presidente.

‘Inclusão para fazer a economia girar”

Durante à entrevista, o ex-presidente voltou a ressaltar a importância de inclusão do pobre na economia para fazer a economia girar.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)