Luiz Caldas lança álbum que reflete sobre a passagem do tempo

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Luiz Caldas lança álbum que reflete sobre a passagem do tempo

O importante não é o tempo que falta, e sim o tempo que se tem. Essa é a mensagem da canção que abre e dá nome ao novo álbum do cantor, compositor e multi-instrumentista Luiz Caldas, que traz a participação especial de Nico Rezende, lançado ontem (1º de março) no site do artista e nas plataformas de streaming. “O Tempo que se Tem” é o 120º disco do seu projeto de lançamentos mensais e marca a estreia de parcerias com o compositor Nico Rezende e também com Juliana Pio e Galdêncio Neto.

Luiz conta que a ideia do disco nasceu de um poema da amiga, compositora e jornalista Juliana Pio, filha do também amigo, jornalista, músico e compositor, Augusto Pio. Musicado por Luiz – e com a guitarra gravada por Augusto Pio -, o poema de Juliana deu origem à música de trabalho do novo álbum e inspirou também sua temática: o tempo. “Primeiro o poema traz a reflexão sobre o desafio de viver fazendo o que gosta, fazendo o que há de melhor no universo do seu próprio querer. Daí, fui desenhando o restante do disco, falando sobre a passagem do tempo e o que você pode fazer para melhor aproveitá-lo”, comenta o artista.

Além da parceria inédita com Juliana Pio, Luiz também faz a estreia de mais dois nomes entre seus parceiros do projeto. O cantor, compositor e arranjador Nico Rezende assina e divide os vocais com o anfitrião na canção “A Voz do Meu Coração”, além de assumir o teclado na música. Já o poeta e cordelista pernambucano Galdêncio Neto escreveu com Luiz a letra da faixa “Resumo”, que fala dos reveses de uma relação amorosa que, como numa mudança brusca de tempo, pode viver o auge e o declínio de uma hora para outra.

Já o compositor e instrumentista veterano na música baiana Gigi Cerqueira assina duas faixas junto com Luiz, “Longe do Fim” e “Do Interior”, além de comandar teclado e baixo em três canções do novo álbum. Gigi e Luiz são parceiros de muito tempo, e o convidado já participou de outros discos do criador da Axé Music.

Outros músicos de peso marcam presença no time de instrumentistas em “O Tempo que se Tem”. Estão lá Luciano Leães nos teclados, Tchello Millo e Luciano PP no baixo, Tito Oliveira na bateria e percussão, e Christiano Caldas no acordeon e teclado.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo