Kátia Oliveira pede que SPM dê suporte jurídico e psicológico à família de vítima de feminicídio em Simões Filho

Ana Silva
Ana Silva
1 min. para leitura
Kátia Oliveira pede que SPM dê suporte jurídico e psicológico à família de vítima de feminicídio em Simões Filho

A deputada estadual Kátia Oliveira (MDB) pediu nesta segunda-feira (14) que a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM) ofereça suporte jurídico e psicológico à família de uma vítima de feminicídio em Simões Filho. Leidiane Nascimento, 32 anos, mãe de 2 filhos, foi brutalmente assassinada pelo seu ex-companheiro no município.

“É lamentável que, em pleno século 21, as mulheres ainda tenham as suas vidas interrompidas por contrariar algum homem em decisões de sua vida privada. Tal realidade revela uma cultura machista, que precisa ser amplamente modificada, garantindo os direitos fundamentais às mulheres”, afirmou a parlamentar.

Ela ainda disse que na Comissão de Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), da qual é vice-presidente, irá cobrar o andamento do inquérito junto à 22° Delegacia Territorial da Polícia Civil. “Continuarei trabalhando para abolir essa prática nociva”, ressaltou.

Segundo as investigações, Leidiane Nascimento foi morta após ser atropelada por um caminhão que era conduzido pelo ex-marido. Segundo informações de familiares, embora o casamento já tivesse acabado há algum tempo, ele não aceitava o fim da relação



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)