YouTube video
“Deixe Ibeyi recebê-lo em seu renascimento.” – New York Times
“(em Spell 31) elas se colocam como curandeiras musicais” – Loud and Quiet
As gêmeas francesas/afro-cubanas Lisa-Kaindé e Naomi Díaz, também conhecidas como a dupla Ibeyi, lançam seu muito aguardado terceiro álbum, Spell 31, via XL Recordings.
O disco chega na esteira de quatro singles: “Made of Gold” ft. Pa Salieu, “Sister 2 Sister”, “Lavender & Red Roses” ft. Jorja Smith, e o mais recente “Rise Above”, que apresenta o músico londrino BERWYN.
APRESENTANDO OS SINGLES “MADE OF GOLD”, “SISTER 2 SISTER”, “LAVENDER & RED ROSES” E “RISE ABOVE
 
Apresentando mais seis faixas inéditas, Spell 31 mostra Lisa-Kaindé e Naomi mobilizando o poder de seu destino como Ibeyi, abordando um mundo que precisa de muita cura espiritual. A ativista e storyteller Janaya Future Khan elabora ainda mais em um ensaio sobre o álbum: “Spell 31 é a oferta mais ousada de Ibeyi, um antídoto para a apatia em um mundo dividido.”
STREAM DE SPELL 31 AQUI: https://ibeyi.ffm.to/spell31
Inspirado no “encanto 31”, do Livro dos Mortos do Antigo Egito, o álbum é escrito e gravado pelo duo, que trabalhou novamente com o produtor Richard Russell (Ash, Ibeyi), ao longo de 2021 em Londres, e conta com participações de Jorja Smith, Pa Salieu, BERWYN, Dave Okumu, Owen Pallett, Ben Reed, Eg White e CASISDEAD, bem como o pai e a mãe de Ibeyi.

Ibeyi lança seu novo e terceiro álbum Spell 31

Ibeyi
Spell 31:
1.   Sangoma
2.   O Inle
3.   Made Of Gold (Feat. Pa Salieu)
4.   Sister 2 Sister
5.   Creature (Perfect)
6.   Tears Are Our Medicine
7.   Foreign Country
8.   Lavender & Red Roses (Feat. Jorja Smith)
9.   Rise Above (Feat. BERWYN)
10. Los Muertos
Ibeyi:
*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.
Angelo Peterson
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal