Fióti potencializa a mensagem de “Quando for falar de amor” ao colocar a faixa na trilha do filme Lulli, fenômeno disponível na Netflix

Ana Silva
Ana Silva
6 min. para leitura
Fióti potencializa a mensagem de "Quando for falar de amor" ao colocar a faixa na trilha do filme Lulli, fenômeno disponível na Netflix
Créditos: Lana Pinho

Afeto, amor e cumplicidade são os elementos que dão forma a “Quando for falar de amor”, single de Fióti com a participação da banda Tuyo. Prestes a completar dois anos do seu lançamento, a música, que é uma co-autoria do cantor e compositor paulistano com o rapper Coruja BC1, tem produção de Marcio Arantes e chegou aos aplicativos de streaming através da gravadora Laboratório Fantasma, volta aos holofotes em um momento em que a mensagem da canção se faz tão necessária. A sincronização da obra e fonograma musical faz parte de uma parceria estratégica da editora Lab Fantasma com a Warner Chappell, juntas, as empresas conseguiram viabilizar a incursão da obra na trilha sonora do filme Lulli, que tem a atriz Larissa Manoela como protagonista e foi disponibilizado em dezembro na Netflix. Não demorou muito para que o longa-metragem se tornasse um fenômeno mundial, ficando no ranking das 10 produções mais vistas da plataforma desde a sua estreia e se tornando o filme de língua não-inglesa mais assistido – globalmente – em sua primeira semana de exibição. “Quando for falar de amor” é tocada durante uma cena marcante do filme, o que refletiu diretamente na busca do público pela faixa. A música acumula mais de 2.3 milhões de plays nas plataformas digitais e no Spotify, a canção viu o seu consumo aumentar em 15%, desde o lançamento do longa-metragem.

Lulli tem levado entretenimento e diversão para milhões de lares nesse momento em que as pessoas estão precisando de leveza e afeto em suas rotinas. Então ter uma música minha na trilha desse filme me deixa honrado”, comenta Fióti, artista e CEO da Lab Fantasma. “A nossa missão, enquanto Laboratório Fantasma, é de impactar a sociedade de maneira positiva e a ótima repercussão de ‘Quando for falar de amor’ comprova que a música pode transformar a vida das pessoas”, ele complementa.

Indicada ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa” pelo álbum Chegamos Sozinhos em Casa Vol.1, a banda Tuyo, que faz participação especial na faixa, também sentiu os efeitos de integrar a trilha sonora de Lulli. “É um filme super mainstream, para toda família, e é muito legal que a mensagem que passamos na música seja colocada nesse lugar. Muitas pessoas têm conhecido a gente por conta dessa música e estamos recebendo todo esse carinho”, afirma Lio, integrante da Tuyo ao lado de Lay Soares e Machado.

Além de estar disponível nos aplicativos de streaming, “Quando for falar de amor” tem um videoclipe comovente disponível no YouTube da Laboratório Fantasma (assista aqui). O registro audiovisual, dirigido por Henrique Alqualo, soma mais de 170 mil visualizações e traz o amor na perspectiva da empatia em uma sociedade ainda marcada pela violência contra a comunidade LGBTQIA+. Por meio do casal formado pelas atrizes Angela Sousa e Talita de Lima (cadeirante que perdeu os movimentos das pernas), o videoclipe reforça a importância de uma sociedade que humanize e não tolere mais exclusão de seres humanos que têm algum tipo de deficiência. “As limitações das pessoas deveriam nos aproximar e não nos afastar”, reforça Talita em depoimento sensível e empático ao final do clipe. A atriz foi eleita a primeira vereadora cadeirante de Taubaté, com maior número de votos na última eleição.

Parte dos royalties da faixa “Quando for falar de amor” foram doados para a ONG Movimento SuperAção, que toma para si a responsabilidade de alertar a sociedade sobre a importância da inclusão das pessoas com deficiência.

Ouça “Quando for falar de amor” aqui
Assista ao videoclipe de  “Quando for falar de amor” aqui


Ficha Técnica:
música

Voz: Fióti
Participação especial: Tuyo
Letra e Música: Fióti e Coruja BC1
Produção Musical: Marcio Arantes
Baixo, guitarras, programação, samples e synths: Marcio Arantes
Edições complementares: Fernando Rischbieter
Gravadora: Laboratório Fantasma
Produção Executiva: Raissa Fumagalli
Mixagem: Mauricio Cersosimo
Masterização: Mauricio Gargel
Vozes do Fióti e Marcio Arantes gravadas no estúdio Audiorama por Marcio Arantes
Vozes da Tuyo gravadas nos estúdios Family Mob e MilFita por Gianlucca Azevedo

videoclipe
Direção: Henrique Alqualo
Direção geral: Evandro Fióti
Roteiro: Henrique Alqualo e Natália Boere
Diretor de fotografia RJ: Araken Dourado
Diretor de fotografia SP: Henrique Alqualo e Carlos Nascimento
Assistente de câmera: Carlos Nascimento
Edição: Moa Filmes
Correção de Cor: Tomás Mangariños
Eletricista: Renato Silva
Assistente de elétrica: Márcio Luiz
Direção de Produção: Diego China
Produção executiva: Raissa Fumagalli
Maquiadora SP: Carol Romero
Maquiadora RJ: Juliana Rocha
Figurinista: Julia Janczur
Elenco: Angela Sousa e Talita de Lima
Agência de elenco: Scalter Pró


Assessoria de Imprensa:
Trovoa Comunicação
+55 11 98432-0330
Carol Pascoal – carol@trovoa.com
Gabi Cruz – gabi@trovoa.com
Mariana Acacio –  mariana@trovoa.com



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO: ,
Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)