Festival Lusoteropolitana promove intercâmbio entre países lusófonos em Salvador

Angelo Peterson
Angelo Peterson
4 min. para leitura
Festival Lusoteropolitana promove intercâmbio entre países lusófonos em Salvador

Salvador receberá a primeira edição do Festival Lusoteropolitana, encontro multiartístico que reunirá produções do Brasil e de Portugal. Entre os dias  6 e 30 de janeiro, atividades presenciais e on-line integrarão a programação voltada ao público adulto e infantil.

O festival conta com diversas ações artísticas e educativas que promovem a cena local e proporcionam um intercâmbio com a cultura lusitana. O evento debate temas contemporâneos sob ótica de diferentes culturas e propõe uma interlocução entre países de língua portuguesa. Todas as apresentações ocorrerão no Teatro Sesi Rio Vermelho.

Artistas brasileiros e portugueses farão apresentações cênicas, shows, palestra, roda de conversa, performances, leituras dramáticas, lançamento de livro e oficinas em uma programação de quarta a domingo, durante o mês de janeiro. O projeto é assinado por Fabio Vidal, do Território Sirius Teatro; João Guisande, da Vixe Cia de Teatro; Maria Clara Mendes e Daniela Chávez, da Cia de Teatro Improviso Salvador, com coprodução do Sesi e Sesc.

Para abrir a programação presencial nos dias 6 e 7, quinta e sexta, Alex Simões apresenta uma performance cênica sobre Waly Salomão, intitulada “A cappella de Waly”, além de relançar seus livros “Assim na Terra como na selfie” e “No meu corpo o canto”. Nos dias 8 e 9, sábado e domingo, às 20h, Fabio Vidal apresenta no Teatro Sesi Rio Vermelho, o espetáculo “Seu Bomfim”, que completa 22 anos de circulação.

O público infantil também será contemplado em todos os finais de semana, com apresentação de “A hora do recreio”, da Cia Gente de Teatro da Bahia, sempre aos sábados e domingos, às 16h.

Entre os dias 14 e 16, às 20h, o projeto leva ao público a apresentação lusitana “Adeus Sofia – apologia de um novo Éden”, de Simão Barros (da CARB cooperativa artística da Raia Beira de Portugal). O artista plástico português Luiz Canário realizará a performance “De profundis – as cidades delas em suspenso” no dia 19, às 17h, no Palco Toca Raul, ao lado do Teatro Sesi Rio Vermelho.

A programação traz ainda quatro diferentes oficinas artísticas de teatro físico, bases da improvisação, narrativas improvisadas e a direção no improviso, todas gratuitas, que serão realizadas no Teatro Sesc Pelourinho. A oficina on-line “Autodireção na improvisação” com Luana Proença, será transmitida por meio da plataforma Zoom. Todas as oficinas destinadas a maiores de 14 anos.

Já no dia 20, às 16h, a professora Lícia Beltrão, ministrará a palestra “O que quer, o que pode essa língua”, sobre a língua portuguesa, com entrada gratuita e transmissão on-line pelo canal do YouTube do Teatro Sesi Rio Vermelho. A programação segue com uma roda de conversa no dia 27, às 16h, para debater sobre a produção cultural entre Portugal e Brasil com Marco Graça, Simão Barros e Selma Santos, além de duas leituras dramáticas e de dois lançamentos de livros dos autores baianos Tiago D Oliveira e Ederval Fernandes.

Na última semana, dias 29 e 30, o espetáculo  “À flor da pele”, da Cia Improviso Salvador, já apresentada em Portugal, completará a programação do festival. Para finalizar o Lusoteropolitana no domingo (30), às 21h, Guigga e Tarcísio Santos levarão ao público o show “Mar sobre pedra”, na Varanda do Teatro Sesi Rio Vermelho.

Outras informações podem ser obtidas por meio do perfil do festival no Instagram ou Facebook (@lusoteropolitanas).

Imagem: Seu Bomfim, com Fabio Vidal (Foto: Alessandra Nohvais)



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo