Elyan Lopes apresenta ‘Arianna’, super-heroína inspirada na cantora Anitta

Ana Silva
Ana Silva
4 min. para leitura
Elyan Lopes apresenta 'Arianna', super-heroína inspirada na cantora Anitta

Arianna, a Super-heroína Superstar é como Elisa Nascimento, identidade civil de Arianna, se apresenta. Do signo de áries, origem de seu nome, a personagem foi criada em 2019, em prol do movimento de empoderamento da mulher, que também se reflete nas histórias em quadrinhos do  artista e quadrinista Elyan Lopes.

Elyan trabalha com o gênero super-herói brasileiro há 10 anos e afirma que seus super-heróis são inspirados em pessoas reais. “Tenho um fascínio pela história de superação da Anitta. Além de fã e ter o mesmo signo dela, me chamam de Anitta dos quadrinhos em tom de brincadeira. Mas pra mim é elogio.”

Superpoderes

Arianna tem poderes especiais, típicos de uma super-heroína, mas, para adquiri-los,  precisa “Empoderar-se”, o que vem de encontro  com os conceitos de super-heróis.

O poder de Arianna vem diretamente de sua personalidade, assim como sua capacidade. Elisa precisa fazer um ritual e evocar a Arianna,  obtendo os poderes de super-força, super-resistência e voo. Em seu estágio de poder máximo, ela pode manipular as ondas sonoras e, assim, mover objetos a longas distâncias e força.

Empoderar-se

O que é Empoderar no conceito de Arianna:

O ato de empoderar é considerado uma atitude social que consiste na conscientização dos variados grupos sociais, principalmente as minorias, sobre a importância do seu posicionamento e visibilidade como meio para lutar por seus direitos.

Nascer e se descobrir e, a partir daí,  identificar-se  e empoderar-se. Já nascemos poderosos, basta acreditar!

Origem de Arianna

Elisa Nascimento é uma menina simples, nascida em uma comunidade carente, no bairro de Santa Fé, dentro do distrito Negro. Cresceu sentindo a forma  como o mundo a enxergava e tomou para si mudar essa realidade através da arte. Para isso, criou a personalidade/personagem Arianna, usando e abusando de sua autoconfiança para conquistar tudo que deseja.

Representatividade

Elyan Lopes é um defensor da representatividade nos quadrinhos e procura sempre, em suas produções,  formas de inclusão e diversidade.  Em 2016, criou o super-herói Vélox, o primeiro  assumidamente homossexual, brasileiro, a ter uma publicação. Além disso, contava com a participação da Drag Queen Pabllo Vittar em sua primeira edição, que ainda não foi publicada por falta de patrocínio.

Alfa Prime

Inicialmente Arianna terá sua estreia na revista que está em financiamento coletivo ALFA PRIME e posteriormente fará parte do U.C.A – Universo Compartilhado ALFA, publicações com histórias que reúnem vários personagens do mesmo autor,  como Capitão R.E.D, Alkymia e o Velox.

Financiamento Coletivo

Elyan Lopes  está com uma campanha de arrecadação de recursos para produção de um encadernado especial, que reúne as revistas ALFA – A Primeira Ordem, Parte 1 e Parte 2, lançadas em 2017 e 2020, além de vários extras como Prólogo ALFA Universo,  história inédita, making of e que contará com a estreia da Arianna.

ALFA – A Primeira Ordem conta o crossover de vários super-heróis brasileiros da geração atual como Lagarto negro, Capitão RED, Velta,  com os clássicos Capitão 7, Raio Negro contra uma ameaça  de alienígenas terrenas em várias regiões do Brasil. A Parte 2 desta aventura foi finalista do prêmio HQ Mix 2021.

Link da Campanha no Catarse

www.catarse.me/alfaprime

Instagram: @elyan.meuheroi



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo