Elismar Carrasco busca volta por cima no palco do ACA MMA

O ano era 2021 e Elismar Carrasco acumulava nada menos do que 7 vitórias consecutivas na carreira, campeão do Future MMA e melhor atleta do país no Ranking Nacional de MMA, o goiano deu show ao ser contratado pelo Open FC. Depois de brilhar na organização, Carrasco chamou a atenção do ACA MMA, maior evento de MMA da Europa, mas não conseguiu manter a grande fase. Em busca de sua segunda vitória na organização, o atleta vai enfrentar Abdul-Rakhman Dudaev no ACA 141, evento que acontece na cidade de Sochi no dia 22 de julho.

— Vou reverter a minha história ali dentro porque sei que tenho potencial, o jogo russo é chato, mas agora estou treinando pesado e trabalhando em cima do jogo deles como nunca, vamos buscar essa vitória — declarou o atleta goiano ao falar sobre o seu próximo compromisso no evento.

Carrasco estreou no palco do ACA MMA contra Levan Makashvili na edição de número 122 da organização. Apesar da derrota, o goiano deixou uma boa impressão e logo foi chamado para retornar ao palco do evento. A primeira vitória de Elismar aconteceu em sua terceira apresentação na Rússia, o atleta não tomou conhecimento de Bekhruz Zurugov e aplicou um nocaute brutal no terceiro round do confronto. Sofrendo com o jogo de luta agarrada dos rivais, Carrasco, acabou perdendo suas últimas lutas para respectivamente Apti Bimarzaev e Tural Ragimov. Pronto para reverter essa situação, o lutador garante que irá superar o jogo de luta agarrada em sua próxima apresentação no cage:

— Estou treinando dobrado, de forma mais intensa, também estou mudando a minha visão do estilo de luta deles, pois como disse, eles são do jogo de sempre agarrar e jogar pro chão, e agora estou me preparando melhor para isso. Na minha última luta o corte de peso me deixou fraco, clima diferente, cansaço do fuso horário a alimentação, cortei muito peso em cima da hora também. Agora farei tudo diferente, procurando melhoras no meu jogo, em uma nova equipe, irei para matar ou morrer, vai ser guerra o tempo todo — afirmou o atleta.

Adversário do brasileiro na cidade de Sochi, Abdul-Rakhman Dudaev soma 28 vitórias e 7 derrotas na carreira. Atualmente na TFT, uma das maiores equipe do Brasil, o lutador se prepara no Rio de Janeiro para seu próximo compromisso na organização. Afiando seu jogo com grandes nomes da equipe, o atleta que soma 24 vitórias na carreira garante que irá voltar ainda mais forte ao cage:

— Sempre dei o meu melhor, lutando até o fim, sempre fui agressivo e agora serei ainda mais. Sei que preciso dessa vitória, do jeito que vier estarei preparado, com sangue nos olhos o tempo todo em busca do que é meu, sei que Deus tem o melhor pra mim, estou fazendo a minha parte treinando bastante, podem ter certeza que os russos ainda vão ter que me engolir — finalizou o lutador


*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)