É seguro investir em criptomoedas?

Ana Silva
Ana Silva
4 min. para leitura
É seguro investir em criptomoedas?

O questionamento sobre a segurança para investir em criptomoedas vem sendo feito com frequência nos últimos meses e teorias conspiratórias se propagam rapidamente, com opiniões extremas que vão desde a segurança absoluta até o descrédito total de tal ativo. Por conta dessas incertezas, se faz mais do que necessário esclarecer pontos fundamentais sobre o investimento em criptomoedas.

Inicialmente, temos que salientar que temos inúmeras criptomoedas, sendo a mais famosa e utilizada o Bitcoin. A criptomoeda nasceu da ideia de se ter um ativo que não possa ser comandado por Bancos Centrais e que funcione além de fronteiras. Nesse sentido, não há nada similar das criptomoedas com outros investimentos e querer compará-las não é possível. O conceito do Bitcoin é que seja um ativo que dependa exclusivamente de seu “dono” e não seja tangível, mas, sim, virtual.

De acordo com Francisco Gomes Junior, advogado especialista em direito digital, “as criptomoedas operam por “blockchaim”, uma rede descentralizada e não controlada por intermediários, mas, sim, por todos os seus usuários. Cada transação é verificada por todos, evitando-se fraudes. É um sistema bastante seguro e que deverá se expandir para outros investimentos”.

De fato, operar com bitcoins tem se mostrado seguro. Tem-se notícia, entretanto, de fraudes cometidas por empresas que se dizem operadoras de bitcoins e simplesmente somem com os valores do investidor. A Operação Kryotos da Polícia Federal realizada recentemente apreendeu R$ 150 milhões da GAS Consultoria Bitcoin no Rio de Janeiro que pertence ao denominado “faraó das bitcoins”. Outras empresas praticaram a mesma fraude e lesaram clientes em todo o país, um prejuízo bilionário.

A acusação contra essas empresas é de que operem um esquema de pirâmide financeira e não com criptomoedas. Sempre apresentam a promessa de grandes lucros e depois não cumprem os contratos e nem devolvem os valores investidos.

Ao investir em Bitcoins é fundamental verificar a reputação da empresa, seus dados societários, sites, contatos e o tempo que ela opera no mercado, isso evita que você seja vítima de golpes.

“As operações em criptomoeda são lastreadas pela lei da oferta e demanda. O valor de um Bitcoin, por exemplo, pode variar para cima ou para baixo. Assim, se alguém oferece um lucro garantido, não se trata de um investimento em criptomoeda. Outra dica, se você por acaso é vítima de alguma empresa que não cumpre o contrato assinado, haja rapidamente, pois as chances de que o patrimônio da empresa desapareça ou se mostre insuficiente para honrar seus compromissos é grande. Quem tem agilidade tem maiores chances de recuperar o valor investido” complementa Gomes Junior, que também é Presidente da ADDP (Associação de Defesa de Dados Pessoais).

Dessa maneira, importante tomar todas as precauções antes de investir em criptomoedas. Informe-se sobre o funcionamento e pesquise a empresa em que está investindo. A falta de cuidados pode gerar muitos prejuízos.

Francisco Gomes Júnior – Advogado Especialista em Direito Digital e Crimes Cibernéticos. Presidente da Associação de Defesa de Dados Pessoais e do Consumidor (ADDP). Instagram: https://www.instagram.com/franciscogomesadv/



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo