Deputado e prefeito de Wagner querem cronograma para obras da barragem do Rio Bonito

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Deputado e prefeito de Wagner querem cronograma para obras da barragem do Rio Bonito

Um cronograma de ações para licitação e início das obras da barragem do Rio Bonito, no município de Wagner, na Chapada Diamantina, está sendo elaborado pelo governo estadual. Esse pedido de acompanhamento foi reforçado pelo deputado estadual Marcelinho Veiga (PSB) e pelo prefeito do município chapadeiro, Élter Bastos (PSB). O gestor, inclusive, se reuniu com o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Leonardo Góes, e com o engenheiro Antonio Olavo Fraga Lima, responsável pelo projeto da barragem, para esmiuçar as etapas nesta terça-feira (8) em Salvador. Essa obra já foi autorizada pelo governador Rui Costa (PT) no dia 7 de janeiro.

“Além do projeto do barramento no Rio Bonito, outras obras também devem fazer parte desse projeto para minimizar a situação de abastecimento de água na região da Chapada Diamantina, principalmente para os municípios de Utinga, Wagner e Lajedinho. Essa obra da barragem será executada pela Sihs, no valor de R$18,6 milhões, para a captação de água do Rio Bonito e R$280 mil para a construção dos sistemas nos assentamentos de reforma agrária. Essa última obra beneficiará 84 famílias”, aponta Marcelinho Veiga durante encontro com o prefeito Élter no seu gabinete na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

Na reunião na sede da Sihs, no Centro Administrativa da Bahia (CAB), o gestor de Wagner explicou os próximos passos para a licitação da obra. “Estamos com ordem expressa do governador [Rui Costa] para iniciar a licitação. Só que a licitação deveria ter dado início na semana passada, mas houve um imprevisto, então, provavelmente agora, estão providenciando o edital. Temos três meses para a licitação, prazo recursal, detalhamento ambiental entre outras coisas. A partir daí são nove meses para a construção da barragem”, salienta Élter.

O prefeito também aponta para a importância do cronograma de ações. “Estávamos discutindo esses prazos para que a Secretaria determine um cronograma que fosse acompanhado pela prefeitura e pelo deputado Marcelinho Veiga para a gente não ficar perdido com relação a tempo. A empresa já deve ter sido contratada pela Embasa para fazer a parte ambiental e, provavelmente, em duas ou três semanas tenhamos um posicionamento”, completa Bastos.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)