Declarações de Dr. Eduardo Stein, Representante Especial Conjunto ACNUR e OIM para Refugiados e Migrantes da Venezuela

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Declarações de Dr. Eduardo Stein, Representante Especial Conjunto ACNUR e OIM para Refugiados e Migrantes da Venezuela
Medical Centre Margarita is an initiative of the local health authorities (IDS) and UNHCR. The centre will provide basic medical services to 300 persons per day. UNHCR supports the construction and the equipment of the centre and local health authorities agreed to maintain the function of the centre and deploy doctors.

Diante dos últimos acontecimentos em Iquique, na fronteira norte do Chile, gostaria de expressar minha mais profunda preocupação, pois esses atos de violência atentam contra os direitos humanos e devem ser categoricamente condenados.

Nenhuma pessoa merece ser discriminada. Construir uma cultura de paz que promova a convivência e o respeito à diversidade é tarefa de cada um dos que compõem uma comunidade.

É importante que as autoridades e os líderes de opinião promovam o respeito pela diversidade, ao mesmo tempo que dão apoio tanto às pessoas em movimento como às comunidades que as acolhem generosamente.

A inclusão começa ao nível da comunidade, particularmente nas zonas fronteiriças e de primeira acolhida. São estas comunidades que abriram incondicionalmente as suas portas para apoiar os caminhantes que chegam em situação de extrema vulnerabilidade. Devemos reconhecer esses esforços e não deixar essas comunidades sozinhas, fortalecendo, em primeira instância, os serviços básicos que beneficiam tanto a população local quanto refugiados e migrantes.

Sabemos que a pandemia impactou nossa saúde, nossa renda e nosso modo de vida diário, tanto na região quanto em todo o mundo. Mas é somente por meio do diálogo, da solidariedade e do respeito à diversidade que poderemos resolver os múltiplos desafios que nossa região vem enfrentando há algum tempo.

Por sua vez, refugiados e migrantes da Venezuela têm a obrigação de respeitar as leis e regulamentos dos países em que se encontram. No entanto, eventos isolados – que não representam a comunidade – não devem ser usados para incitar discriminação ou violência.

A história mostrou que pessoas refugiadas e migrantes são um motor decisivo de desenvolvimento para as sociedades de acolhida, bem como protagonistas da coesão na região. Sua contribuição para o desenvolvimento sustentável é considerável: desde a troca e geração de valores através da diversidade cultural, até a troca de conhecimento e promoção da inovação.

O ACNUR, a OIM e os parceiros da Plataforma Regional de Coordenação Interagencial para Refugiados e Migrantes da Venezuela (R4V) continuarão a apoiar as autoridades chilenas e outros países da região tanto para atender às necessidades mais urgentes dos venezuelanos quanto para apoiar as comunidades que os acolhem e trabalham em conjunto para a sua inclusão.

Da mesma forma, pedimos à comunidade internacional que continue apoiando o Chile e os países da região que ofereceram proteção incondicional aos refugiados e migrantes da Venezuela. A responsabilidade é compartilhada.

 



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)