Curso de pintura contemporânea abre inscrições

Estão abertas as inscrições do curso de pintura contemporânea que será ministrado pelo artista plástico Enoc, que tem como objetivo, auxiliar o equilíbrio das emoções através das expressões e manifestações artísticas. O ato de pintar gera sensação de prazer, bem-estar, eleva a qualidade de vida, combate a ansiedade e a depressão e melhora o poder de concentração. O pintor Van Gogh e o ator Jim Carrey são grandes exemplos de vidas que foram transformadas pela pintura. O curso, que será realizado no ateliê do artista – no bairro de Pituaçu – auxilia ainda na organização das ideias e possibilita que o aluno se conecte com o seu interior através de uma frequência de autoanálise, buscando o conhecimento interno para equilibrar as suas emoções. Quem se inscrever até domingo, 15 de maio, terá um desconto de 15% nas três primeiras mensalidades.

O curso possui período indeterminado (que pode ser adequado a cada participante) e as aulas podem ser feitas uma ou duas vezes por semana com opções de turno matutino, vespertino e noturno. Os participantes podem ter idade a partir de 8 anos até a melhor idade, que também é muito beneficiada com essa atividade. As mensalidades custam a partir de R$220,00, que contempla ferramentas para uso coletivo e o pagamento pode ser feito em espécie, pix, cartão de crédito e débito. Mais informações pelo whatsapp: 71 98187-2726.

SERVIÇO

Curso de pintura contemporânea com o artista plástico Enoc

Inscrições com desconto: até domingo, 15 de maio de 2022;

Local: Ateliê na Rua Barreto Pedroso, 317, Pituaçu, ao lado do Parque de Pituaçu (orla);

Mensalidades: custam a partir de R$220,00;

Podem se inscrever pessoas a partir de 8 anos de idade;

Informações por whatsapp: 71 98187-2726.


*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Angelo Peterson
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal