Crianças no retorno escolar: confira algumas dicas para tornar o momento mais leve e produtivo

Ana Silva
Ana Silva
4 min. para leitura
Crianças no retorno escolar: confira algumas dicas para tornar o momento mais leve e produtivo

Com a vacinação contra a Covid-19 avançando para crianças de 5 a 11 anos em várias regiões do país, a volta às aulas presenciais já se torna uma realidade cada vez mais próxima para muitas famílias. Os últimos dois anos foram desafiadores para todos, especialmente para crianças em idade escolar. Neste momento em que se projeta um retorno às salas de aula, um dos pontos mais difíceis para educadores, pais e alunos é construir o hábito do estudo diário, principalmente no lar.

“A criança que estuda um pouco todo dia em casa tem a oportunidade de desenvolver habilidades como: concentração, análise, interpretação de texto elaboração de hipóteses, além de ajudar a desenvolver a independência”, ressalta Cristhiane Amorim, pedagoga com pós-graduação em neurociência educação e desenvolvimento infantil e que há mais de 6 anos atua como especialista em educação do Kumon.

 

O estudo em casa é um dos pilares para o desenvolvimento do autodidatismo. Vivemos em um mundo que exige a habilidade de aprender coisas novas o tempo todo e esta é uma prática que só se desenvolve quando a criança é orientada adequadamente para conseguir estudar sozinho.

Lívia Pacheco, influenciadora digital e mãe do Filipe de 10 anos, diz que a expectativa com a volta da rotina escolar de maneira presencial está alta. A família, que mora em São Paulo, ressalta que é muito importante conversar com a criança sobre os cuidados essenciais para a retomada. “A vacinação nas crianças é mais uma etapa na caminhada contra o vírus da Covid-19. Ainda vivemos em um cenário que exige muito cuidado, atenção e responsabilidade por parte de todos. O Filipe mudou de escola, então ele está ansioso para conhecer os novos amigos”, ressalta Lívia.

Ainda de acordo com a especialista, uma educação com uma base sólida não se faz rapidamente como em um passe de mágica. Em um mundo de clicks rápidos, desejamos respostas ainda mais velozes para tudo, ao contrário da base da educação que é construída com continuidade, rotina e persistência.

Confira mais algumas dicas listadas pela Cristhiane Amorim que poderão auxiliar os pais na rotina de estudos em casa:

1.      Organização da rotina

Inclua a criança na produção do quadro de atividades que contenha os dias da semana e os horários do dia, com um intervalo de uma hora entre as atividades propostas. Inclua todas as etapas: acordar, escovar os dentes, tomar banho, as disciplinas escolares que serão estudadas no dia, o horário do vídeo game, da TV, a brincadeira no playground, o esporte, até o horário de dormir. Ao final do dia faça o check list do que foi realizado e parabenize com muita alegria as atividades realizadas. Caso a criança não tenha conseguido cumprir alguma tarefa, se coloque a disposição para escutar os motivos e colabore com ela para a realização da atividade. A autonomia e independência são conquistas gradativas e diárias e precisam do apoio afetuoso dos pais e professores.

2.      Amplie a comunicação com a escola

Aproveite o período de início do ano letivo para estabelecer uma comunicação produtiva com a escola da criança. Busque saber a situação de estudo em que ele se encontra e planeje estratégias para ajudá-lo nos desafios propostos. É importante não deixar acumular conteúdos estudados, assim como manter organizada as atividades diárias propostas para o estudo no lar.

3.      Respeite o tempo de aprendizado da criança

Cada criança é um ser único e este reconhecimento deve ser levada em consideração no seu processo de estudo.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo