Crescimento no setor pet abre espaço para mão de obra especializada em tosa

Angelo Peterson
Angelo Peterson
3 min. para leitura
Crescimento no setor pet abre espaço para mão de obra especializada em tosa

De acordo com dados do Instituto Pet Brasil (IPB), o setor não para de crescer. Só no último ano, a quantidade de empresas que atendem a esta área ultrapassou 285 mil estabelecimentos abertos, sendo que seis a cada dez destes são consultórios, clínicas, pet shops e lojas do segmento. Com essa expansão do mercado, aumenta também a busca por mão de obra qualificada, como os groomers ou tosadores.

Segundo Thiago Calixto, especialista em banho e tosa e diretor de expansão da Doggi, startup focada em serviços para cachorros, a procura por novos tosadores acontece por conta da atenção redobrada dos tutores aos cuidados com os animais. “Os cachorros sempre foram vistos como companheiros, mas hoje as pessoas se dedicam a trazer mais conforto e bem-estar para eles”, afirma.

Para atender essa nova demanda, é necessário preparação e capacitação e Calixto compartilha que hoje existem diversas opções para quem quer começar na área. “Atualmente quem deseja se tornar um tosador ou groomer encontra facilmente cursos especializados, bem diferente do cenário que encontrei há mais de 15 anos, quando comecei. Mas um conselho que dou antes de dar o primeiro passo: antes de investir em um treinamento, vá a um pet shop e peça para vivenciar o dia, porque não basta gostar de cachorro, é preciso gostar dessa parte do cuidado e higiene”.

Além dos serviços comuns de tosa, o profissional também pode atuar como groomer para exposição, em que prepara os cachorros para as competições na área. “Muitas vezes, as pessoas acham que groomer é apenas quem prepara a pelagem do animal para estes eventos, entretanto, esse profissional é responsável por entender o comportamento do animal, os tipos de pelos e saber o melhor momento para cada tosa”, complementa o especialista com mais de 15 anos de experiência na área.

Para quem deseja entrar neste mercado, é possível realizar cursos de capacitação, que são oferecidos em formato presencial e virtual. “Recomendamos que os interessados façam um curso de especialização, assim, os novos tosadores já saem mais preparados para o desafio, compreendendo as necessidades das mais variadas raças de cachorros. Isso sem contar a capacidade de ampliar a margem de lucro a partir de um atendimento profissional”, conclui Calixto.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Seguir:
"Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sarah Westphal