Consultor de imagem pode dar dicas até sobre moda íntima

Ana Silva
Ana Silva
4 min. para leitura
Consultor de imagem pode dar dicas até sobre moda íntima
Foto: Yanalya/Freepik

Cada vez mais frequentes na internet e em programas de TV, os consultores de imagem estão ganhando relevância no mercado. O jornal The New York Times cita a área como uma das profissões mais promissoras do futuro, com crescimento que já pode ser observado em todo o mundo, inclusive no Brasil.

A proposta da consultoria é utilizar um conjunto de ferramentas que visam aprimorar o estilo de determinada pessoa sem interferir em sua personalidade. O processo é marcado por várias etapas; nas primeiras ocorre a análise das lingeries, itens que formam a base para as demais peças de roupa.

Como ocorre a consultoria de lingeries 

A consultoria de estilo começa com uma análise no armário. Tendo em mente informações do tipo físico e estilo pessoal, o profissional observa quais peças podem permanecer e quais devem ser renovadas.

As lingeries são itens indispensáveis no dia a dia que precisam significar praticidade, versatilidade e conforto. A ideia na consultoria é garantir que as calcinhas e sutiãs possam oferecer suas funções de forma adequada.

A montagem de um visual começa pela lingerie, dessa forma, é necessário escolher peças que respeitem as medidas e o biotipo. Também deve-se atentar a tons que não apareçam sob os tecidos. Ignorar esses detalhes pode gerar um resultado diferente do esperado.

Detalhes observados nas calcinhas 

O primeiro ponto a ser observado nas calcinhas é o tamanho, visto que a escolha errada pode causar problemas não apenas ao visual como também para a saúde. Enquanto as peças apertadas demais prejudicam a circulação sanguínea, as mais largas não oferecem a proteção necessária para a região íntima.

No aspecto visual, uma calcinha apertada pode marcar e aparecer sob os tecidos. A dica é, além de escolher a numeração correta, investir em modelos de laterais mais largas ou até mesmo a clássica tanga, que se ajusta ao corpo.

Também é importante observar a peça de roupa que será usada sobre a roupa íntima, para que a calcinha não ganhe destaque. Ter atenção ao modelo e a cor pode ajudar a minimizar esses riscos.

Modelos de calcinhas sem costura ou cortadas a laser, shorts invisíveis e peças modeladoras são opções para investir, uma vez que costumam servir para diferentes tipos de roupa, principalmente com saias, vestidos e peças feitas de tecidos mais leves.

Detalhes observados nos sutiãs 

Com os sutiãs, a escolha da numeração também é importante. No caso de peças muito apertadas, a circulação sanguínea pode ser prejudicada e ainda resultar em alergias ou dores no corpo. Já as largas podem deixar de oferecer a proposta principal da peça, que é a sustentação dos seios.

Além disso, o modelo de lingerie errada, assim como nas calcinhas, também pode afetar o visual. A escolha incorreta cria camadas visíveis na roupa ou pode provocar certo volume, além de trazer o incomodo das alças caindo ou apertando demais a pele.

As peças que possuem bojo devem abraçar o corpo de forma confortável, sem apertar ou sobrar tecido. Uma dica para quem tem seios maiores é investir em peças com alças mais largas para que a sustentação seja garantida.

No dia a dia é preciso manter a atenção na escolha das lingeries e das roupas. Os modelos devem casar entre si, pois sutiã à mostra só é indicado quando fizer parte da proposta do visual.



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)