Arena Aquática mantém cuidados para receber atletas

Ana Silva
Ana Silva
3 min. para leitura
Arena Aquática mantém cuidados para receber atletas
Arena Aquatica Salvador_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

Com o objetivo de combater a disseminação do vírus da Covid-19 e da influenza H3N2, a Arena Aquática mantém e reforça os cuidados necessários, para que seus alunos continuem realizando as aulas no local mantendo todos os cuidados sanitários. A arena está localizada na Avenida Octávio Mangabeira, no bairro da Pituba.

A arena possui uma estrutura com piscina semiolímpica, academia, sala de fisioterapia, sala de atendimento médico, sala para exames antidoping, vestiários para atletas, sala de técnicos, dentre outros setores. Hoje possui cerca de 500 alunos e 15 colaboradores.

O gestor administrativo da Arena e medalhista olímpico, Edvaldo Valério, conta que o funcionamento da arena está seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19. “A gente vem adotando as medidas de segurança desde o início da pandemia, prezando pela segurança e saúde dos nossos atletas”.

Uso de máscara e higienização das mãos são indispensáveis na vida dos alunos da estrutura esportiva, que solicita ainda o cartão de vacinação para os responsáveis de atletas menores de idade. Só está sendo permitida a entrada de apenas um responsável por aluno menor de idade na Arena, que disponibiliza também um totem de álcool em gel.

Desde o início da pandemia, a arena contabilizou um baixo índice de infecção entre atletas. Os contaminados pelo vírus foram orientados a procurar uma unidade de saúde, para realizar os testes necessários e seguir com o isolamento social.

Colaboração – Valério ainda ressalta a importância de todos os colaboradores, atletas, pais e responsáveis continuarem seguindo todas as medidas de segurança, para evitar o contágio e proliferação dos vírus gripais.

“Todos sabemos da importância da atividade física no combate à Covid-19, seguindo os protocolos de segurança. Precisamos nos unir para reforçar o combate ao vírus. Todos devem ter a consciência de que precisam se vacinar e que as vacinas salvam vidas”, afirmou.

Aluno de natação da arena, o aluno João Lima Brito, de 14 anos, lembra dos protocolos impostos para um treino seguro entre os alunos “Continuamos desenvolvendo nossos treinos, sob orientação de nossos professores, que sempre nos recomendam um distanciamento de mínimo de um metro, além do uso de máscaras”.

Mãe de aluno e psicóloga, Fabiana Amorim, de 44 anos, disse ter sentido os protocolos bastantes rígidos e parabenizou a equipe de colaboradores da Arena Aquática. “Eu sempre estou me atualizando sobre os decretos, divulgados pelos órgãos municipais e estaduais. Aqui ninguém entra ou fica sem máscara, só o aluno que retira no momento de entrar na piscina e depois põe novamente”, garante.

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

MARCADO:
Compartilhe este artigo
Por Ana Silva
Seguir:
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)