Acordo salarial dos professores da rede municipal é assinado

O acordo salarial dos professores da rede municipal de ensino, que decidiram pelo fim da greve na última quarta-feira (1º), foi assinado nesta quinta-feira (2), durante reunião realizada na sede da Secretaria Municipal da Educação (Smed), na Avenida Garibaldi. Estiveram presentes os secretários da Educação, Marcelo Oliveira, e da Gestão (Semge), Thiago Dantas, além de dirigentes da APLB Sindicato, que representa a categoria.

A proposta contemplou uma majoração salarial da ordem de 11,37%, sendo um reajuste linear de 6% e mais duas progressões, a serem concedidas nos meses de junho e agosto. “O acordo que foi firmado com a APLB, encerrando a campanha salarial de 2022, aponta vários avanços que foram conquistados pela representação sindical, que contou com a compreensão e a vontade da administração municipal”, declarou o secretário Marcelo Oliveira.

Para o titular da Semge, o acordo com representantes da categoria sempre teve como foco principal a valorização dos professores da rede municipal de ensino, sobretudo em meio à crise econômica provocada pela pandemia de Covid-19. “Prevaleceu o sentimento de que a educação pública de qualidade é o nosso norte, que é preciso recuperar os prejuízos ocasionados pela pandemia e que o professor municipal precisa ser valorizado. Com a compreensão dos dois lados, foi possível construir um entendimento e assinar esse importante acordo”, disse Thiago Dantas.

Fotos: Enaldo Pinto/Smed

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.
Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)