Acidentes de trabalho: ombro está entre as partes mais impactadas

Números preliminares do Radar SIT – plataforma do Ministério do Trabalho e Previdência – apontam que em 2021, o estado da Bahia registrou 12.139 acidentes de trabalho e, entre as partes do corpo mais atingidas estão os ombros – foram 311 casos. No mês de abril, empresas, órgãos públicos e instituições aderem à campanha Abril Verde, que visa conscientizar a prevenção aos acidentes de trabalho e a garantia à saúde do trabalhador (o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho é celebrado em 28 de abril).

O ombro é a articulação mais flexível de todo o corpo humano, explica o Dr. Luis Alfredo Gomez, ortopedista da Bahia, especialista em cirurgia de ombro e cotovelo e presidente Nacional da SBCOC (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo) em 2022. “O ombro é considerado como uma única articulação, mas, na verdade, é composto de três articulações separadas, que trabalham juntas para permitir que o braço possa girar em um grande círculo em torno de seu eixo”, fala.

O esforço repetitivo é uma das principais causas de lesões no ombro. Problemas no manguito rotador (grupo de quatro unidades músculo-tendão que envolve a articulação do ombro), por exemplo, são comuns. “A lesão pode ser resultado de um desgaste crônico e tendinite que progrediu, ou pode se referir a uma lesão aguda, como uma queda ou trauma direto. Além de dor, outro sintoma é sentir fraqueza no ombro”, pontua o médico.

A síndrome do impacto no ombro é outra situação que se destaca entre as lesões. “O uso excessivo e constante da articulação costuma ocasionar a síndrome do impacto no ombro, sendo muito comum entre trabalhadores cujas funções são caracterizadas por alguma tarefa que inclui vibração ou movimentação constante do braço em 90 graus, como pintores”, salienta.

O trabalho em casa – a modalidade home office, que ganhou ainda mais espaço durante a pandemia e a qual muitas empresas resolveram adotar em esquema permanente, também registrou situações de problemas nos ombros, principalmente em função da falta de ergonomia. “Cadeiras inadequadas, má postura e carga estática, quando os músculos têm que manter o corpo em uma posição por muito tempo, são alguns dos fatos que impactam os ombros”, ressalta.

Ajustar computador, cadeira e demais equipamentos são algumas dicas importantes.  “Em caso de desconforto, a cada meia hora, levante-se um pouco da cadeira. Se sentir tensão nos ombros, faça um alongamento, de 10 a 15 segundos, antes de voltar a trabalhar, diz Gomez. “Também é recomendado praticar alguma atividade física regularmente, pelo menos duas vezes por semana, para o fortalecimento muscular. E ao sentir constante desconforto, procure um especialista para que possa fazer o diagnóstico correto e indicar o melhor tratamento”, conclui.

Sobre o Dr. Luis Alfredo Gomez

Acidentes de trabalho: ombro está entre as partes mais impactadasLuis Alfredo Gomez é médico ortopedista, especialista em cirurgia de ombro e cotovelo. Doutorando em Ciências Musculoesqueléticas pela USP (Universidade de São Paulo) e presidente Nacional da SBCOC (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo) em 2022.

À imprensa, o médico pode falar sobre variados tipos de problemas e lesões envolvendo o ombro e cotovelo, causados no trabalho; em acidentes automobilísticos; no esporte; por esforço repetitivo; além de esclarecimentos sobre diagnósticos, tratamentos e prevenção.


*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Ana Silva
"Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você. Cynthia Kersey Bem, isso resume meu 2022 :)