40% das brasileiras não sabem que tipo de profissional procurar em caso de problemas de saúde mental, diz estudo

Ana Silva
Ana Silva
2 min. para leitura
40% das brasileiras não sabem que tipo de profissional procurar em caso de problemas de saúde mental, diz estudo

Criado em 2014, o janeiro branco tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para assuntos relacionados à saúde mental e emocional das pessoas e conscientizar que, assim como o corpo, a mente também deve ser cuidada. De suma importância, durante este mês, são feitas inúmeras campanhas de conscientização em todo o país.

E embora o janeiro branco tenha um papel importante na conscientização, é importante que as pessoas com este tipo de problema, procurem a ajuda profissional adequada. Pois conforme constatou o Trocando Fraldas em seu mais recente estudo, 40% das brasileiras não sabem que tipo de ajuda profissional recorrer em caso de problemas com a saúde mental.

58% das mulheres dos 18 aos 24 anos sabem ou saberiam que tipo de ajuda procurar em caso de problemas de saúde mental. Já entre as mulheres dos 35 aos 39 anos, 66% sabem a que tipo de ajuda recorrer, e entre as mulheres com 50 anos ou mais 84% têm esse conhecimento.

Os dados por estado demonstram que no Rio Grande do Sul 69% sabem que tipo de ajuda procurar em casos de problemas com a saúde mental. Em São Paulo e em Santa Catarina, 65% da população tem conhecimento sobre o tipo de ajuda profissional necessária nestas situações. Já no Rio de Janeiro o percentual cai para 59%, e para 38% no Acre.

40% das brasileiras não sabem que tipo de profissional procurar em caso de problemas de saúde mental, diz estudo



*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe este artigo